Skip to content

O PODER DE CURA DOS ANIMAIS

17 de outubro de 2011

O PODER DE CURA DOS ANIMAIS – PARTE 1

William LePar e O Conselho
em 29 de Setembro de 2011

Nas duas próximas postagens, a fonte espiritual de William LePar, O Conselho, discute sobre animais e cura.

Eles também destacam que as atitudes de uma pessoa em relação aos animais podem dar um insight sobre a qualidade da alma da pessoa.

O Conselho: Se você tiver um amigo ou um parente que está adoentado e sozinho, e você lhe der de presente um animal e este animal proporcionar alegria e se tornar algo para ele cuidar, você está no rumo de dar a ele uma cura. Isto também pode levar a uma real cura física.

Há muito para dizer para aqueles que amam bichos de estimação ou animais. Têm ocorrido muitas situações em que o desejo de cumprir a responsabilidade que se tem para com um bicho de estimação, traz para a pessoa a cura necessária para proporcionar a esse indivíduo o tempo adicional para cumprir a responsabilidade e até mais que o tempo necessário.

Há casos em que pode haver, digamos, um efeito de alívio por parte dos animais em si que ajudaria na cura num sentido físico ou do que você tiver, mas um animal por si mesmo não pode realmente curar.
Você entende?

Interlocutor: Sim.

O Conselho: Tal como nenhum de vocês, digamos, está enganado pensando que há cães ou gatos curadores que andam por aí. Continue.

Interlocutor: Então vocês podem estar dizendo que os animais em si ajudam-nos em nosso progresso espiritual?

O Conselho: Com toda certeza.

Interlocutor: Isso é recíproco? Eles têm um progresso espiritual e nós os ajudamos?

O Conselho: Não. Eles provêm de uma reserva central de existência espiritual que é para o desenvolvimento e crescimento do homem.

Em outras palavras, é uma reserva central de energia espiritual que continuamente se remanifesta no material a serviço da humanidade, mas a humanidade deve assumir a responsabilidade por esse animal ou pela quantidade de energia espiritual enquanto ela se manifesta em um animal na forma material.

O homem tem uma responsabilidade em relação ao bem-estar de qualquer animal doméstico.

Há vezes em que o amor que você dá a um animal por torná-lo, digamos, permanente.
O amor pode dar uma dimensão a essa forma ou essa quantidade de energia espiritual que seria algo equivalente a uma alma.

Em outras palavras, ao invés de esta energia voltar então para a reserva central de energia espiritual, ela é mantida fora para que ela tenha um estado individual de existência para seu uso num tempo futuro ou para o seu conforto num tempo futuro, mas de modo algum os animais devem ser abusados.

O modo como uma pessoa trata um animal às vezes é um sinal muito bom do estado de sua alma, e também compare o modo como algumas pessoas tratam um animal, que é oposto ao modo como elas tratam outra pessoa, e isso também pode ser um bom fator determinante sobre o estado de suas almas ou isto pode ser um fator que você pode usar para determinar o estado da alma.

Na segunda parte da discussão do Conselho sobre animais, eles darão alguns insights sobre as capacidades sensitivas dos animais e um sério aviso para aqueles que abusam de animais.

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: