Skip to content

Vai se mudar? Hora de se preparar para levar o peludo junto! – Parte 2

18 de agosto de 2011

Leia também: Vai se mudar? Hora de se preparar para levar o peludo junto! – Parte 1

Antes da mudança

  • Prepare seu cão para a mudança algumas semanas antes dela acontecer. Empacote as coisas ao longo do tempo e tente manter a rotina normal do seu cão. Caso você não use ainda, compre/empreste/aluguel uma caixa de transporte (crate) e comece a acostumá-lo com ela. Acostume-o com a caixa de transporte bem antes da mudança, ela será seu local seguro no novo lar.
  • Apare as unhas do seu cão para evitar que ele as prenda na grade da caixa de transporte ou em algum momento durante a mudança.
  • Assim que você souber seu novo endereço, atualize os dados do microchipe e da placa de identificação do seu peludo e use as duas placas juntas, com os dados antigos e novos, por algum tempo.

Durante a mudança

  • No dia da mudança deixe seu cão com água e comida em um local seguro e tranquilo, de onde ele não possa escapar, como um banheiro.
  • Coloque um aviso bem grande na porta dizendo “NÃO ENTRE” e assegure-se de que amigos e profissionais da mudança saibam que não podem abrir o cômodo onde o cão está.
  • Escolha alguém da família para ficar responsável pelo cão durante o dia, vendo se ele precisa de algo (como sair para fazer xixi, se for um cão que só usa o quintal como banheiro).
  • Mantenha fotos recentes e boas do seu cão, para o caso dele se perder (toc. toc. toc.!).

Viajando de carro

  • Se vocês vão de carro para a nova residência e seu cão já está acostumado a passear, é interessante que ele acostume-se a ficar dentro da caixa de transporte ou usando o cinto de segurança (específico para cães, vendido em pet shops e agropecuárias). Não deixe que seu cão bote a cabeça para fora da janela do carro.
  • Caso seu não não goste de andar de carro, consulte seu veterinário de confiança para pegar a indicação de um educador canino ou sobre a possibilidade de medicá-lo para que o estresse da viagem não seja tão grande. Nestes casos o melhor é manter o cão na caixa de transporte, tendo cuidados extras nas paradas para ele fazer xixi/cocô.
  • Mantenha-o na guia mesmo dentro da caixa de transporte e segure-a bem antes de tirá-lo dela.
  • NUNCA deixe seu cão dentro do carro parado, mesmo que o dia não esteja quente, pois a temperatura dentro do carro pode subir rapidamente, podendo até matá-lo.
  • Um cachorro sozinho dentro de um carro é um prato cheio para ladrões de animais de estimação, cada vez mais comuns.
  • NUNCA deixe seu cão na parte de trás de caminhotes, carretas, vans etc. Além dele poder se machucar durante a viagem, pode morrer enforcado ao tentar pular para ir atrás de você quando estacionarem.


Prefira este tipo de trava. Se o cão for grande, deve haver uma trava em cada extremidade da porta.

Viajando de avião

Leia também: Vai se mudar? Hora de se preparar para levar o peludo junto! – Parte 1 –> Há dicas específicas de viagem neste post, com informações completas do portal Turismo 4 Patas

  • Viajar com um cachorro de avião requer planejamento antecipado. Tente não usar este meio de viagem a menos que seja absolutamente indispensável.
  • Você precisa conversar com seu veterinário de confiança e com a companhia aérea para saber que documentos/procedimentos precisará providenciar.
  • Mantenha a segurança do seu cão como prioridade máxima e adquira/empreste/alugue uma caixa de transporte que seja certificada para viagens aéreas.
  • Se o peludo for pequeno, faça o possível para levá-lo com você durante o voo. Programe-se com antecedência, não esqueça!
  • Descubra se a cia. aérea que você escolheu:
  • Tem alguma restrição sobre transporte de cães (como não voar cães braquicéfalos, por exemplo)
  • Tem alguma exigência especial de saúde animal ou imunização
  • Exige algum tipo específico de caixa de transporte
  • Se seu cão precisar voar como carga viva:
  • Use voos diretos, sem escalas
  • Prefira voos noturnos para evitar temperaturas muito altas enquanto o peludo espera no embarque/desembarque
  • Viaje no mesmo avião!
  • Certifique-se de que a área onde ele viajará tenha temperatura controlada e seja pressurizada

Texto feito/traduzido a partir das dicas de mudança da PetCo.
Aguarde:
Como acostumar seu cão ao novo lar!

Este artigo pertence ao Mãe de Cachorro Também é Mãe.

Plágio é crime e está previsto no artigo 184 do Código Penal.
1KZJdZz_YbQ?utm_source=feedburner&utm_medium=email

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: